fbpx

Feed é vitrine: com design é possível atrair mais clientes

Você sabia que cuidar da aparência do seu feed no Instagram pode aumentar o número de clientes do seu negócio? Entenda como e aprenda o que você já pode fazer agora para melhorar!
menina desenha feed vitrine

Se você já passou pela experiência de estar andando na rua ou no shopping e comprar algo que não estava planejando (ou precisando) simplesmente porque não pôde resistir, você provavelmente entende o poder de uma vitrine, certo? 

E no mundo online? A vitrine mais comum é o feed do Instagram. Portanto, como na loja do shopping, temos que pensar bem sobre a aparência dessa vitrine pra que ela possa atrair os clientes pra entrarem na nossa loja e comprar. 

Sendo assim, além do conteúdo de qualidade, é essencial cuidar da aparência dos seus posts. Afinal, é a primeira impressão do seu negócio e o que vai fazer a pessoa dar uma chance, ou não, para o que você tem a oferecer. 

A primeira impressão fica

Que me desculpem os criadores de ditados, mas atire a primeira pedra quem nunca julgou um livro (ou feed, nesse caso) pela capa. O fato é que a primeira impressão do seu negócio influencia muito na decisão de compra dos potenciais clientes. 

Sendo assim, vamos fazer um teste? Se seu feed é sua vitrine, abra seu Instagram e dê uma olhada no que tem lá. Imagine que você é uma pessoa que não conhece a sua marca. O que você pensaria sobre ela só pelas imagens? Ela passa confiança? Profissionalismo? Tem personalidade? Você compraria de você mesma? Anote as impressões que você teve ao analisar a página. 

“Se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve”

Lewis Carroll

Em seguida, pense como você gostaria que fosse. Que imagem você quer que as pessoas tenham sobre a sua marca? Ter clareza do que você quer é o primeiro passo, afinal, já diria o gato da Alice: “Se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve”. Então, invista algum tempo pensando sobre como você quer que seus clientes te conheçam. 

“Ok, Ju, já sei o que quero. Como chego lá?”. Boa pergunta!

Referência: a matéria-prima do artista

Primeiramente, com a imagem do que você quer alcançar em mente, busque referências.

– Que marcas você conhece que transmitem o que você quer? Como elas fazem isso?
– Quais cores, símbolos, filtros de foto te trazem essas emoções?
– Que feeds te inspiram? Por quê?

Tenha um arquivo de referências com aquilo que te inspira – o Pinterest, por exemplo é uma ótima ferramenta para você criar pastas organizadas. Você também pode criar uma galeria no seu celular/computador, ou mesmo salvar os posts no Instagram. Faça da forma como funcionar melhor pra você. 

O importante é criar o hábito de olhar com atenção. Quando alguma coisa te agradar visualmente, tente nomear porque você gostou. Foram as cores? A disposição dos elementos na página? As fotos? 

Com as referências em mãos, inspire-se. 

Comece copiando

imagem do livro "Roube como um artista"

Como você aprendeu tudo na sua vida? Não foi copiando outros? É o nosso processo normal de aprendizagem. Então, crie sua versão daquilo que te inspira. Mas, ATENÇÃO, não estou falando de plágio, passar o trabalho de outra pessoa como seu é roubo de propriedade intelectual. 

Estou falando de desmontar e pegar as partes interessantes. Em outras palavras, veja se aquela combinação de cores que você gostou funciona pra você. Teste se a estrutura das informações é a melhor opção para a peça que você está fazendo agora. Crie sua própria versão das artes que gostou. Em resumo: experimente até encontrar a sua própria linguagem. 

Se acaso você quiser saber mais sobre como fazer isso, recomendo o livro “Roube como um artista”, de Austin Kleon. 

“O que o bom artista entende é que nada vem do nada. Todo trabalho criativo é construído sobre o que veio antes. Nada é totalmente original”

Austin Kleon

Tem técnica. Estude!

Metade do caminho é prestar atenção, a outra metade conhecimento técnico. Então, dedique-se a aprender técnicas básicas de design que farão toda a diferença no seu material. 

Pois quando você entende as regrinhas básicas, o processo fica mais simples, rápido e efetivo. Aprender um pouquinho sobre cores, fontes, alinhamento, proximidade, hierarquia e outros conceitos-chave do design gráfico não apenas vai te poupar tempo e dor de cabeça na hora de criar suas artes. Como também vai fazer os resultados ficarem muito mais profissionais. 

Inclusive, se você quer aprender, mas não tem muito tempo pra pesquisa e não sabe nem por onde começar, recomendo que você se inscreva agora mesmo pro nosso aulão gratuito Design pra Empreendedoras – arte profissional feita por você. (Quinta-feira, 21/5, às 19h)

banner design pra empreendedoras - feed vitrine

É 99% transpiração

Por fim, nada vai mudar e os clientes não vão aparecer se você não colocar tudo que aprendeu em prática. Então, comece agora! Faça os exercícios propostos aqui, transforme seu feed na sua vitrine e veja a diferença no seu negócio. 

Esse conteúdo te ajudou? Então conta pra gente nos comentários!

Ju Reis

Ju Reis

Oi, eu sou a Ju. Uma das sócias do Instituto Padma, também conhecida como a faz tudo da comunicação.

Deixe seu comentário aqui

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Veja também

VEM COM A GENTE

Assine nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana no seu e-mail!​